Câmara de Coroatá homenageia o trabalho de 30 anos das irmãs Verônica Brubauer e Irmengarda Gruber com a Medalha Honorífica Dom Reinaldo Pünder

Últimas Notícias

A Câmara Municipal de Coroatá realizou ontem dia (18) a sessão solene para homenagear as irmãs Franciscana da Ordem Solano, irmã Verônica Brubauer e Irmã Irmengarda Gruber, na solenidade foi entregue a “Medalha Honorifica Dom Reinaldo Pünder”, concedida através de resolução aprovada no Legislativo Municipal na data de 28 de março de 2015.

Na composição da mesa solene foram convidados pela presidente da Câmara, Maria de Lourdes, as homenageadas, Irmã Veronica, Irmã Irmengarda, o bispo Dom Sebastião Bandeira, o secretário de governo Godô Brandão e o vice-prefeito Juscelino do Carmo Araújo.

O bispo Dom Sebastião retratou em suas palavras, o trabalha de fé e humanidade realizados com muita maestria pelas irmãs e destacou que os mesmos lábios que rezam, devem fazer com que as mãos sirvam na prática do amor.

No discurso a presidente da Câmara, Maria de Lourdes, se emocionada e detalhou o grandioso trabalho realizado em Coroatá ao logo 30 anos pelas irmão. Durante essa jornada foram realizadas diversas ações voltadas para atender as pessoas mais humildes.

Na Saúde, as irmãs desempenharam um trabalho humanizado com assistência nos bairros e zona rural, aplicando com curativos e tratando enfermos, além dos mutirões de cirurgias realizadas no Morro da Cutia através dos médicos Alemãs.

Na Educação, distribuíram 50 bolsas de estudos por ano e fundaram duas creches em Coroatá, Creche São Pedro em 1996 e a Creche São José em 2000. Na capital as Irmãs alugaram um imóvel para ajudar na formação acadêmica superior de vários alunos.

Na Assistência Social, desempenharam um grande trabalho no Projeto do Menor e ajudaram diversas pessoas através da doação de alimentos e no tratamento de crianças em situação de desnutrição, além da assistência direta no Convento Paz e Bem.

Na evangelização, realizaram diversas ações levando o conforto da palavra do senhor nos bairros, zona rural, presídio, fazenda da esperança e Paroquia São Raimundo Nonato.

Após detalhar todo o grandioso trabalha das Irmãs Solano, a vereadora Lourdinha destacou o amor, a fé e a dedicação dessas mulheres de garra e determinação, e ressaltou no fim do seu discurso que tudo foi feito sem propaganda e sem querer aparecer.

Em discurso as homenageadas detalharam, que vivem no carisma, seguindo os ensinamentos do senhor Jesus Cristo, com simplicidade, alegria e caridade. Em favor da paz e do bem das pessoas nas suas necessidades.

As irmãs agradeceram toda assistência recebida pelo povo de Coroatá e afirmaram que foram bem acolhidas pelos coroataenses, que a receberam com muito carinho e respeito. E agradeceram de coração a homenagem concedida através da sessão solene pelo Legislativo Municipal com a “Medalha Dom Reinaldo Pünder”.

Em destaque, as irmãs dedicaram a homenagem a madre Cristine e a equipe da igreja que colaboraram com orações e assistência necessária para realização de vários trabalhos, e destacou os benfeitores que realizaram tantos eventos para arrecadar dinheiro para financiar os serviços para os mais necessitados.

Dedicou também a homenagem para o povo coroataense que sempre estiveram ao lado delas nessa missão de caridade e relembrou o convite do saudoso Dom Reinaldo Pünder para iniciar essa missão em Coroatá há 30 anos atrás.

No final do discurso destacaram diversos avanços e falaram da alegria de ver crianças recuperando o seu peso através do aleitamento materno e da multimistura do mingau da massa de babaçu, destacaram o melhoramento das ruas, com inauguração de mais postos de saúde no município, com o trabalho de agentes de saúde, com a colaboração de material hospitalar para clínica da diocese e muitas outras.

Agradeceram toda colaboração e afirmaram que lavarão no coração as boas lembranças dos bons tempos e a gratidão por tudo que aprenderam e passaram em Coroatá e destacaram o amor que sentem pela santa brasileira dos pobres, santa Dulce, que costumava dizer que sua política e a do amor ao próximo.